Gallery População define infraestrutura como prioridade nos debates da LDO

Aconteceu na noite de terça-feira (29), na Associação de Moradores do Parque São Jorge, a última audiência pública que discutiu com a população a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do município de Rondonópolis para 2018.
Entre as principais reivindicações apresentadas pela população se destacarão os pedidos relacionados a infraestrutura dos bairros como a pavimentação asfáltica e rede de esgoto. Além disto a ampliação dos serviços de saúde (construção de PSF), construção e ampliação de áreas de lazer, regularização fundiária e melhorias da sinalização do trânsito, rede de esgoto, construção de escolas e creches.
A Comissão Permanente de Finanças e  Orçamento da Câmara Municipal presidida pelo Vereador Thiago Silva (PMDB) e composta pelos vereadores Juary Miranda (SD) e Thiago Muniz (PPS), debateu com a população do Parque São Jorge e região as principais necessidades da cidade, a destinação do orçamento, além das metas, prioridades e investimentos que serão realizados no próximo ano (2018). “Levamos esse ano as discussões para dentro das comunidades, dando a oportunidade para todos possam reivindicar melhorias para os bairros da cidade. Durante as audiências discutimos o futuro da nossa cidade promovendo debates para construirmos um orçamento público de inclusão social”, destacou o presidente da Comissão, vereador Thiago Silva.
Moradora há mais de 18 anos dona Dirce Sousa Pereira participou da audiência para reivindicar melhorias para o seu bairro. “Os moradores do bairro sofrem muito com a falta de asfalto e rede de esgoto, em consequência da poeira frequentemente ficamos doentes, precisamos que o poder público olhe por nós.”
Estiveram presentes na audiência vereadores, líderes comunitários, representante da Acir Denise Freitas e comunidade.
Durante as três audiências foram coletadas mais de 60 sugestões e segundo o vereador Thiago Silva serão analisadas. “Todas as sugestões serão apresentadas a comissão já na próxima semana para que possa entrar em votação o que ainda não está contemplado no orçamento,” destaca.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *