Gallery Vereador Thiago Silva solicita relatórios de dívidas do município

O vereador Thiago Silva (PMDB) protocolou na Câmara Municipal dois requerimentos onde pede ao gestor esclarecimentos quanto a dívidas ativas do município e a transações efetuadas com a Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis (Coder).
Na requerimento o vereador solicita relatórios da dívida ativa do município com detalhamento de valores e relação dos maiores devedores e as medidas adotadas para cobrar ou receber as dívidas de ISS que diz respeito ao uso de solo das empresas de TV a cabo, internet e bancos no município.

“Pedimos um relatório da divida ativa do município com o objetivo de levantar os grandes devedores do município, o prefeito nos mandou um projeto para aumentar o IPTU para algumas regiões e vamos bater firme para que ele faça um trabalho para cobrar os grandes devedores, donos de grandes áreas que não pagam o imposto, pois entendemos que esse não é o momento de aumentar imposto, mas cobrar somente daqueles que usam grandes áreas para especulação. Vamos cobrar também que a prefeitura cobre o ISS do uso de solo das empresas de TV a cabo, internet e bancos no município”.

Em relação a Coder o parlamentar requer um relatório das dívidas flutuante e fundadas existentes sob a responsabilidade da companhia , detalhando credor, finalidade e valores corrigidos, como também transações feitas entre a Coder e a Prefeitura de compra e venda de áreas nos últimos cinco anos, bem como em qual gestão aconteceu as negociações.
Solicitou também um relatório com os valores da receita e despesas dos últimos cinco anos da companhia, com a descriminação de fonte de receita detalhando os gastos e classificação de despesa. “No requerimento solicitamos uma explicação da dívida da Coder, para sabermos a real situação financeira da companhia e quanto foi efetuada. Houve ainda algumas projetos aprovados pela Câmara para pagamento de dividas da Coder na gestão passada que não sabemos ao certo onde foi aplicado esse dinheiro, queremos também informações destas transações” conclui Silva.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *